PROFESSOR CARLOS DELANO CONTRIBUINDO PARA A EDIFICAÇÃO HUMANA E PROFISSIONAL

PROFESSOR CARLOS DELANO CONTRIBUINDO PARA A EDIFICAÇÃO HUMANA E PROFISSIONAL
INVISTA NA SUA EDUCAÇÃO!

sábado, 21 de janeiro de 2017

PRESTE ATENÇÃO E NÃO ERRE MAIS

Mal humorado/ Mal-humorado
Forma incorreta: Estava mal humorado e isso afetou a todos da equipe.
Forma correta: Estava mal-humorado e isso afetou a todos da equipe.

Explicação: A explicação é a de que as formações vocabulares com MAL- exigem hífen caso a palavra principal inicie-se por vogal, h ou l: mal-estar, mal-empregado, mal-humorado, mal-limpo.

VERDADE!


As dádivas de Deus

... E era manhã quando Deus parou diante de suas doze crianças e em cada uma delas plantou a semente da vida humana. Uma por uma, dirigiram-se a Ele para receber sua dádiva.
"Para você, Áries, dou minha primeira semente, a qual você terá a honra de plantar. E, para cada semente plantada, um milhão de novas sementes se multiplicarão em suas mãos. Você não terá tempo para vê-las crescerem, pois tudo que plantar criará mais sementes para serem plantadas. Você será o primeiro a penetrar no solo da mente dos homens com minha idéia. Mas não é seu trabalho alimentar a idéia nem questioná-la. Sua vida é ação e a única ação que atribuo a você é começar a tornar os homens cientes de minha criação. Para que seja um bom trabalho te dou a virtude do Auto-respeito."
Em silêncio, Áries voltou ao seu lugar.
"Para você, Touro, dou o poder de fazer da semente a substância. Seu trabalho é grande, requerendo paciência, pois você precisa terminar tudo o que foi começado ou as sementes serão perdidas ao vento. Você não questionará ou mudará de idéia no meio do caminho, nem dependerá de outros para fazer o que pedi. Para isso lhe dou a dádiva da Força. Use-a com sabedoria."
E Touro voltou ao seu lugar.
"Para você, Gêmeos, dou as perguntas sem respostas, para que possa trazer a todos a compreensão do que o homem vê ao seu redor. Você nunca saberá porque os homens falam ou ouvem, mas em sua procura pela resposta encontraram minha dádiva do Conhecimento."
E Gêmeos voltou ao seu lugar.
"Para você, Câncer, atribuo a tarefa de ensinar aos homens sobre a emoção. Minha idéia é você causar-lhes risos e lágrimas para que tudo o que vêem e pensem se desenvolva com plenitude interior. Para isso dou-lhe a dádiva da Família, para que sua plenitude possa se multiplicar."
E Câncer voltou ao seu lugar.
"Para você, Leão, dou o trabalho de mostrar minha criação para o mundo em todo seu esplendor. Mas você precisa tomar cuidado com o orgulho e sempre se lembrar de que é minha criação, não sua. Pois se você se esquecer disto, os homens irão desprezá-lo. Há muita alegria no trabalho que te dou, se ele for bem feito. Para isso você terá a dádiva da Honra."
E Leão voltou ao seu lugar.
"Para você, Virgem, peço uma análise de tudo que o homem tem feito com minha criação. Você examinará seus caminhos minuciosamente e os lembrará de seus erros, para que através de você minha criação possa ser aperfeiçoada. Para isto dou-lhe a dádiva da Pureza de Pensamento."
E Virgem voltou ao seu lugar.
"Para você, Libra, dou a missão de servir, pois o homem deve estar ciente de seu serviço para com os outros. E que ele possa aprender a cooperar, bem como ter a habilidade de refletir o outro lado de suas ações. Eu colocarei você em todo lugar onde haja discórdia e pelos seus esforços lhe darei a dádiva do Amor."
E Libra voltou ao seu lugar.
"Para você, Escorpião, dou uma tarefa muito difícil. Você terá a habilidade de conhecer a mente dos homens mas não permito a você que fale sobre o que aprender. Muitas vezes você será magoado pelo que vê e em sua dor você se afastará de mim, e se esquecerá de que não sou eu, mas a perversão de minha idéia que está causando a sua dor. Você terá tanto do homem, que chegará a conhecê-lo como animal, e lutará tanto com seu instinto animal dentro de si, que perderá seu caminho; mas quando você finalmente voltar a mim, Escorpião, terei para você a suprema dádiva do Propósito."
E Escorpião voltou ao seu lugar.
"Sagitário, eu peço a você para fazer os homens rirem, pois no meio das incompreensões de minha idéia eles se tornaram amargos. Através do riso você dará esperança ao homem e através da esperança voltarão seus olhos para mim. Você tocará muitas vidas, mesmo que só por um momento e conhecerá a impaciência em cada vida que tocar. Para você, Sagitário, eu dou a dádiva da Abundância Infinita que você deve espalhar generosidade suficiente para penetrar cada canto de escuridão e torná-lo iluminado."
E Sagitário voltou ao seu lugar.
"De você, Capricórnio, peço o suor de seu rosto, para que possa ensinar os homens a trabalhar. Sua tarefa não é fácil pois você sentirá o trabalho de todos os homens sobre seus ombros; mas para a superação de seus fardos ponho a Responsabilidade do homem em suas mãos."
E Capricórnio voltou ao seu lugar.
"Para você, Aquário, dou o conceito do futuro para que o homem possa ver outras possibilidades. Você terá a dor da solidão, pois eu não lhe permito personalizar meu amor. Mas para abrir os olhos do homem para novas possibilidades, eu lhe dou a dádiva da Liberdade, para que em sua liberdade possa continuar a servir a humanidade onde quer que seja necessário."
E Aquário voltou ao seu lugar.
"Para você, Peixes, dou a tarefa mais difícil de todas. Peço-lhe para reunir todas as tristezas do homem e voltá-las para mim. Suas lágrimas serão minhas lágrimas. A tristeza que você incorporará é o efeito da incompreensão do homem à minha idéia, mas você lhe dará compaixão para que ele possa tentar novamente. Para essa tarefa, a mais difícil de todas, dou a você a maior dádiva. Você será a única de minhas doze crianças a Me Compreender. Mas esta dádiva de compreensão é para você, Peixes, pois quando você tentar difundi-la ao homem ele não ouvirá."
E Peixes voltou ao seu lugar.
... Então Deus disse: "Cada um de vocês tem uma parte de minha idéia. Vocês não podem confundir nenhuma parte de minha idéia nem devem desejar trocá-las entre si. Pois cada um de vocês é perfeito, mas vocês não saberão disto até que todos os doze sejam um. Pois então o todo da minha idéia será revelada a cada um."
E as crianças saíram, cada uma determinada a fazer seu trabalho o melhor possível, para que pudessem receber sua dádiva. Mas nenhuma compreendeu inteiramente sua tarefa ou sua dádiva e quando voltaram confusas Deus disse: "Cada uma de vocês acredita que as dádivas dos outros são melhores. Portanto, permitirei que vocês as troquem". Naquele momento cada criança ficou exultante ao considerar todas as possibilidades de sua nova missão.
Mas Deus sorriu quando disse: "Vocês voltarão a mim muitas vezes pedindo para serem dispensados de sua missão, e cada vez eu concederei a vocês seus desejos. Vocês irão por incontáveis encarnações antes de completarem a missão original que lhes determinei. Eu lhes dou um tempo incontável para fazê-la, mas somente quando ela estiver feita, vocês poderão estar comigo".

A DERROCADA DE UM SOBERBO


Autor: Carlos Delano Rebouças

Mariano era assim: ostentava, ostentava e ostentava! Aliás, acreditava que o mundo girava em sua função, que tinha o comando de tudo e de todos. Gritava; “Eu sou o cara”!

Ostentava, acreditava e gritava... Verbos no passado que significam uma situação que ficou para trás. E ficou mesmo, de verdade.

Mariano, um jovem rapaz do subúrbio carioca, nasceu em uma família humilde e lutadora. Sua mãe, Dona Inácia, uma costureira batalhadora que passou parte de sua vida sentada à sua máquina de costura, na sua pequena sala de estar, na sua lida diária para ajudar na manutenção de sua família ao lado do seu esposo José. Quantas vezes não fez suas rápidas refeições ali mesmo, em meio a linhas e tecidos, temendo engolir, na pressa que a consumia, uma agulha perdida!

Já o pai de Mariano, o Seu José, ralava, diuturnamente, como motorista de ônibus nas linhas da cidade. Saía antes mesmo do raiar do sol e chegava depois no florescer de um novo dia.

Como Mariano tinha pais guerreiros! Não podia ser diferente para quem tinha a responsabilidade de garantir o seu sustento e de seus outros sete irmãos.

Mariano e seus irmãos cresceram vendo seus pais nessa lida diária. Alguns deles, os dois mais velhos, diziam: “Um dia tiraremos o pai do assento daquele ônibus e mãe daquela máquina”. Era o reconhecimento de todo o esforço feito  para garantia de suas subsistências. Porém, de Mariano não se ouvia frases que tivessem o mesmo valor de reconhecimento, muito pelo contrário. O “Soberbo”, como passara a ser conhecido cresceu dizendo que um dia sairia daquela vida desgraçada e que deixaria tudo e todos para trás, como se pusesse a culpa em seus pais pela difícil vida que tinham.

E foi isso que aconteceu. O “Soberbo” cresceu e tornou-se um homem. Não quis estudar como seus irmãos, por acreditar que não o levaria a lugar nenhum, seguindo sua vida pelos caminhos tortuosos do crime. Envolveu-se, primeiramente, com pequenos furtos; depois, com grandes assaltos; e por último, com o tráfico e fraude de cartões. Passou a ser visto como o poderoso da comunidade em que nascera.

Seus outros sete irmãos, pela graça Divina, não seguiram esse mesmo caminho. Dois deles são professores da rede municipal; outros dois, comerciários; e os três mais jovens, estudantes e estagiários na Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Segundo palavras do Professor Mailson, irmão mais velho de Mariano, seu pai não aguentaria ver o caminho escolhido pelo seu irmão, pois cresceram sabendo que somente pelo trabalho honesto e digno seria possível vencer e ser feliz na vida.

Pena que Mariano nunca pensou dessa forma. Logo depois da morte de seu pai, há seis anos, e com a confirmação de que sua mãe estava como a doença de Alzheimer, o apelido de “Soberbo” ganhou força na comunidade. Na criminalidade conquistou tudo que acreditava preencher as lacunas difíceis de sua infância e parte da juventude: Carros, motos, bebidas, mulheres e farras coletivas. Mariano era o “rei do pedaço” e ninguém duvidava.

Mas um dia tudo mudou. Mariano perdeu o reinado que acreditava ser eterno. Como se diz na gíria: “a casa caiu”. Diante de uma intensa investigação policial que culminou em sua prisão, “Soberbo” começou a ver o seu castelo de sonhos desmoronar, sob os olhares de todos os seus súditos que o reverenciavam num baile que promovia na comunidade. Enquanto saia algemado, pouco a pouco se esvaziava o seu cenário de ilusões. Seguia sozinho sob uma escolta de dezenas de policiais.

Mariano, hoje, não é mais soberbo, mas seu apelido continua na boca de muitos de sua comunidade ao se lembrarem de tudo que fez e promovia para tantos que o endeusavam. Cumprindo pena por vários crimes em Bangu I, Mariano, que hoje está com 26 anos de idade, ainda terá que cumprir 27 anos, dois meses e 29 dias de reclusão, distante do mundo em que tudo o levava a achar que seria seu e de seu comando. Sua soberba parece que se perdeu pelo caminho, sem mais ter a liberdade de demonstrá-la, pois a única plateia que ainda existe é a dos colegas de cela e de seus irmãos que semanalmente vão visitá-lo.
  


LINDA CANÇÃO DE BELCHIOR


DICA DE PORTUGUÊS


EXCELENTE VÍDEO!


EXPRESSÃO DE CEARENSE

A cada dia uma expressão típica de cearense. A de hoje é...


TEM É ZÉ!
Alguma coisa trabalhosa, demorada, difícil. “Pra esse Governo dar um aumento aos servidores, tem é Zé!”.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

GARIMPEIRO DO CONHECIMENTO

Autor: Carlos Delano Rebouças

Tenho sede de saber, de conhecer e de descobrir o novo, mesmo que esse novo seja para se aplicar em coisas velhas, que insistem em rejuvenescer a cada dia, a cada instante.

Assim parei, fiquei estático, pensativo e perplexo, e muito mais reflexivo, após assistir a uma excelente palestra sobre o valor do conhecimento. Como foi bom ver Leandro Moreira contar tudo que pensa sobre conhecimento e suas consequências e necessidades! De fato foi muito oportuno, pois permitiu repensar a vida.

Somos, na verdade, garimpeiros de profissão, em busca de tudo que possa nos interessar. O “ouro” deste nosso garimpo, o mundo, indiscutivelmente é o conhecimento. É o vento que move os moinhos, ou a água que move turbinas da hidrelétrica do saber? Pode ser, mas enquanto muitas fontes confirmam-se esgotáveis, finitas, a do conhecimento não. Esta fonte apresenta-se rica, cheia, repleta de oportunidades, diversas, para que possamos aproveitá-las, da melhor maneira possível. É um mundo de montanhas de sal, para provocar a sede de conhecimento, permitindo-nos capazes de nos manter vivos e vislumbrar novos caminhos no mercado de trabalho.

Independentemente das exigências do mercado de trabalho, este mesmo que ao mesmo que se posta como vilão e bandido, que faz o seu profissional colher frutos muitas vezes indigestos, mas esperados, até mesmo porque houve uma semeadura, precisamos assimilar que com conhecimento, tudo pode se tornar mais fácil, com poucas pedras no caminho, apesar de que essas pedras podem na verdade, significar o combustível para uma mudança de atitude. Trata-se de assumir absolutamente a postura de garimpeiro, esmiuçando tudo que possa permitir a aquisição de conhecimentos.

Se já acredita que és um garimpeiro do conhecimento; sempre em busca de descobrir novas informações, novos saberes; que sua sede não passa; e se esse “sal” insistir em manter-se presente no seu pensamento, revitalizando ininterruptamente seu desejo de aprender, agradeça, sorria e vibre, pois tu és um ser que acredita na fonte inesgotável do conhecimento.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

REFLEXÃO SOBRE O RESULTADO DO ENEM 2016

Hoje o MEC divulgou o resultado do ENEM 2016. Muita expectativa gerada que alimenta sonhos e causa frustrações.
O ano letivo mal começa, ainda estamos em janeiro, e muitos já pensam no ENEM de 2017, caso não sofra mudanças ou até mesmo não seja extinto. Independentemente dos rumos do ENEM,como ficam os estudos?
Existem aqueles que estão focados desde sempre, dando a devida importância a todas as disciplinas, inclusive a de português e redação. Outros, esquecem-nas bem mais que as outras, como se tivessem importância mesmo somente às vésperas do exame.
Português e redação é para ser prioridade de estudo sempre, contínuo e sistemático. Pena que esse desdém dado ao português e a redação redunda em resultados nada agradáveis.

LINDA CANÇÃO!


PENSAMENTO DO DIA

"Prefiro pensar que um dia a vida será mais justa, que os homens não se olharão a procurar defeitos uns nos outros. Que haverá sempre a ideia de que em todos há um lado bom. Nesse dia, será com prazer que um procurará ajudar o outro."
Oscar Niemeyer