DEVEMOS ACREDITAR NO NOSSO POTENCIAL

DEVEMOS ACREDITAR NO NOSSO POTENCIAL
SOMOS GRANDES!

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Assistente de Logística Faturamento e Frota

Assistente de Logística Faturamento e Frota
 
Atividades
Participar no desenvolvimento de estudos e implantação de alternativas de logísticas, visando adequação de prazos e redução de custos. Elaborar roteiros de entrega de materiais, cumprimento de contratos, otimizando os processos de movimentação e armazenagem de materiais e produtos.
 
Pré - Requisitos:
Disposição
Auto responsabilidade, 
Pró-atividade
Organização
Conhecimentos no Pacote Office.

Formação
Superior Completo em Administração, Logística ou áreas afins.

Salário
R$ 1.668,00
               
Benefícios
Ticket Refeição;
Vale Transporte;
Plano Odontológico
Assistência Médica
Seguro de Vida.
Case de Produtos.
 
Admissão Imediata!
Candidatos enviar currículo ( Assistente de Logística Faturamento ou Frota) para: selecaocontracte@gmail.com

FAÇA O QUE DIGO E FAÇA O QUE EU FAÇO



Autor: Professor Carlos Delano Rebouças

O dito popular não é bem o que aparece no tema, todos sabem, porém, “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” e “Faça o que digo e faça o que eu faço” podem ter muitas semelhanças na estrutura frasal, nos verbos usados, todavia, a troca das conjunções altera por completo o seu sentido e seus reflexos, bem menos que as razões que levam a sua reflexão.

Convivemos com pessoas, em sociedade, interagindo com o mundo, sob os mais diferentes interesses. Sempre traçando objetivos e estabelecendo metas para conquistá-los. Muita gente não analisa e reflete sobre as atitudes tomadas para chegar ao êxito de suas investidas, pecando muitas vezes na palavra, pondo em dúvida valores humanos, principalmente caráter e personalidade, tão importantes para qualquer pessoa.

Filhos são orientados pelos pais pelas mais variadas maneiras, corretas ou não, pelo ponto de vista social, ao qual enxergado como pertinente a uma perfeita formatação de uma imagem respeitada na sociedade. Interesses prevalecem, absolutamente, e vêm se tornando um grande vilão na educação das crianças e adolescentes.

Ninguém quer assumir a responsabilidade sobre as consequências de uma educação mal desenvolvida. Cada vez mais o estado, pais, responsáveis, escola e sociedade apresentam suas explicações nada justificáveis sobre os reflexos comportamentais, tidos como fracassos da criança e do jovem brasileiro. É muito mais fácil olhar para o lado e escolher o culpado.

Hoje se ensina a roubar, a enganar e como se sair ileso, sem muito trabalho e esforço, de diversas situações. Vimos e vemos isso com bastante frequência nos diversos setores da vida e da sociedade. Tornou-se uma explícita apologia à falta de ética e respeito, e aos bons costumes.

Pais descaradamente ensinam e orientam seus filhos a adotar atitudes nada convencionais, justas, dentro de uma ética, que os elevem ao mais alto nível da dignidade humana. Compartilham seus interesses mundanos, absolutamente, estimulando ainda mais um comportamento interesseiro, distante de valores morais e humanos, que certamente irão prevalecer na formação de um caráter reprovável pela sociedade.

Antes, se pensava assim, mesmo se tratando de um absurdo: “Penso e faço errado, mas não ensino e nem quero que meus filhos ajam da mesma forma que eu. Deus me livre!”.

A televisão todos os dias mostra e colabora no ensinamento de posturas reprováveis. Personagens de novelas, representando pais, dão dicas de como se dar bem na vida de forma ilícita e enganando, e que é uma situação vantajosa; Políticos se divertem as nossas custas, com o dinheiro público, flagrados em discursos temperados, mas que visivelmente sabemos que são demagogos; líderes religiosos vendendo uma verdade que são somente suas, e que na prática, redunda em enriquecimento próprio, favorecendo aos mais próximos, e que se danem a massa ludibriada. O dom da oratória é a ferramenta usada e parece trazer excelentes resultados.

Vergonha de dizer como se deve fazer e agir, não se têm mais. Filhos, alunos, eleitores, cidadãos e sociedade já sabem bem disso; Escutam e veem, a todo instante, diversos exemplos. O espanto em relação à conduta humana e no processo de educação e formação humana ficou no passado. Hoje tudo é normal e querem que pareça natural.

Particularmente pareço-me parado no tempo. Estagnado num pensamento, de uma época, em que se pregava a ética, valores, e que deveriam ter continuidade, pelas gerações; que somos responsáveis pela formação dos mais novos e pela transformação de todos, independentemente da idade, mas que prevaleçam a ordem, a verdade, a ética e a moral.

Torçamos, então, que esse pensamento de que “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” fique no passado, e que a camuflada “faça o que digo e faça o que eu faço” seja absolutamente abolida da mentalidade humana, e que valores humanos sejam priorizados, a fim de que uma nova sociedade seja lapidada, sem velhos costumes.




ASSISTENTE ADMINISTRATIVO / FINANCEIRO

SANTÈ CONSULTORIA seleciona para empresa cliente:
ASSISTENTE ADMINISTRATIVO / FINANCEIRO


REQUISITOS:
Ensino Médio ou Superior nas áreas afins em andamento;Experiência comprovada, no mínimo 06 meses na função (INDISPENSÁVEL);
Cursos na área financeira, contábil e informática.

ATIVIDADES:
Rotinas Administrativas,  Financeiras e DP, tais como;
Arquivamento e organização de documentos contábeis;
Contas a pagar e receber;
Auxiliar os lançamentos no sistema;
Compra de material e controle de estoque;
Conferência de folha de pagamento;
Emissão de Relatórios;
Atendimento ao cliente;
Admissão e Demissão;
Homologação.

COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS:
Pontualidade;
Assiduidade;
Responsabilidade;
Comprometimento;
Bom relacionamento interpessoal.

SALÁRIO/ BENEFÍCIOS:

 Média Salarial: 02 Salários 
 Benefício: Ajuda de custo no valor de R$ 500,00

HORÁRIO DE TRABALHOSeg. a Sex.: De 08 ás 18 h.
INTERESSADOS QUE ESTIVEREM DENTRO DO PERFIL SOLICITADO, ENVIAR CURRÍCULO COM FOTO PARA talentos.sante@gmail.com COM O NOME DA VAGA EM ASSUNTO ATÉ O DIA 29/08/2014 às 17h

REFLITA


Supervisor

CENEGED, empresa eleita uma das melhores para trabalhar no Brasil, seleciona Supervisor para área de Construção de redes de energia.

Atividades:

Conhecimentos/Experiências exigidos:

Experiência com execução de projetos Leitura e Interpretação de Projeto
Experiência no mínimo como chefe de turma
Experiência e conhecimento em construção de redes
Conhecimento de Informática e do sistema Coelce

Salário: R$ 1.030,57 + periculosidade 30% + gratificação de função 20%
Benefícios: Vale Transporte, Vale Refeição, Plano de Saúde, Plano odontológico, Seguro de vida.

Interessados enviar currículo com pretensão salarial para e-mail para rh@ceneged.com.br com o assunto Supervisor

SAÚDE E A ROTINA DO PLANETA



Por Carlos Delano Rebouças

O consumismo toma conta do planeta e essa tendência vem a cada dia aniquilando com a saúde da população mundial.

Dormimos e acordamos, ouvindo que devemos consumir muito e sempre, independente de estarmos ou não em condições para isso. Liga-se o celular, chega mensagem para adquirir um produto; Acessa-se o e-mail, abrem-se as janelas chamando às compras; Liga-se o rádio de seu carro, o convite aparece para consumir; e assim, somos instantaneamente induzidos, sempre. 

A sociedade é induzida pelos diversos recursos de comunicação a consumir, a comprar, a adquirir algo novo, como fora mencionado, mesmo que o novo ainda esteja no seu armário, esperando envelhecer, tornar-se obsoleto ou perder a sua validade e cair em desuso. Caso alguém duvide, até o ser humano é renovável e substituível, como uma peça de uma engrenagem.

Trabalhamos cada vez mais, porque consumismo cada vez mais. Nunca, em tempo algum, produziu-se tanto no mundo, e nunca fomos tão estimulados para isso. A quem diga que são reflexos de um mundo moderno, mais essa tendência vem levando a população mundial a buscar, desesperadamente, diversas alternativas de melhoramento de suas receitas e aumento de suas rendas, mesmo que custem ocupar quase que inteiramente o tempo disponível para isso, e até, o tempo que seria disponível para um merecido repouso. Hoje, trabalha-se mais e descansa-se menos. Piora-se a qualidade de vida, e isso redunda em diversos problemas, como tantos relacionados à saúde.

O fato é que o cidadão deste planeta está envolvido numa “ciranda” que representa simplesmente: Trabalhar muitas horas no dia - repousar bem menos - consumir muito mais – e pagar contas, quando se permite. Quando não, começa a se preocupar, e assim, adquiri doenças relacionadas, como a mais comum e preocupante, que se chama stress.

Cabe ressaltar que esse consumo desenfreado, que exige, também, uma produção desenfreada, tem seus reflexos no planeta, que se chama poluição, e com isso, nós, seres vivos deste ecossistema, sofremos com suas consequências. O planeta, em todos os seus continentes, apresenta essa realidade, e sinaliza explicitamente como pode reagir, aliás, como já está reagindo. Observemos as mudanças climáticas, catástrofes, etc.

Já em relação à saúde humana, que é uma reação que pode resultar em diversas outras consequências, pode-se afirmar que uma pessoa ou profissional no estado de stress pode cometer atos inseguros, demonstrar atitudes inseguras, diferentemente se as condições são ou não inseguras. Com isso, surgem doenças profissionais e do trabalho, acidentes de trabalho, problemas familiares e sociais, dentre outros. Passa-se a estabelecer uma rotina exaustiva, presa a exigências que poderiam ser contornadas, a fim de se garantir a qualidade de vida.

A verdade é que quase ninguém está preocupada com isso, nem os gestores públicos, ao criar leis mais severas e fazer executá-las, lealmente, garantindo uma jornada justa de trabalho, sem exageros, nem a sociedade, que não deixa de impor que sejamos consumidores natos, custe o que custar, cobrando-nos a aquisição de qualquer que seja o objeto, mesmo que não seja necessário.

A realidade, infelizmente, é que tornamo-nos, involuntariamente, trabalhadores, doentes, e consumidores viciados, bombardeados a todo instante por ofertas e mais ofertas, impiedosamente, sem limites. Vítimas de um sistema que desconhece que a felicidade não está em consumir pela vontade, mas sim, em consumir pela necessidade, também de garantir qualidade de vida.

EXPRESSÃO DE CEARENSE

A cada dia uma expressão típica de cearense. A de hoje é...

BOTAR PRA MOER: Resolver uma coisa de maneira firme, decidida. Pode ser uma questão de briga, um serviço para executar ou coisa semelhante.

Ex.: "Eu vou resolver essa parada, vou botar pra moer em cima desse vagabundo".
Foto: A cada dia uma expressão típica de cearense. A de hoje é...

BOTAR PRA MOER: Resolver uma coisa de maneira firme, decidida. Pode ser uma questão de briga, um serviço para executar ou coisa semelhante. 

Ex.: "Eu vou resolver essa parada, vou botar pra moer em cima desse vagabundo".