PROFESSOR CARLOS DELANO CONTRIBUINDO PARA A EDIFICAÇÃO HUMANA E PROFISSIONAL

PROFESSOR CARLOS DELANO CONTRIBUINDO PARA A EDIFICAÇÃO HUMANA E PROFISSIONAL
INVISTA NA SUA EDUCAÇÃO!

sexta-feira, 24 de junho de 2016

SOMENTE UM SONHADOR

Por Carlos Delano Rebouças
Ouvia muito dos meus pais, quando criança, que tinha que estudar para me formar, pois esse era o único caminho para se fazer na vida. Juro que por muito tempo acreditei, inclusive, devido a essa crença, tornei-me um profissional de educação.
E ser profissional de educação é se fazer na vida? Sei que essa é a pergunta que devem estar fazendo nesse instante de leitura, ou que pelo menos pensaram sem declinar uma sílaba sequer.
A resposta fica a critério de como entende a situação de estar feito na vida.
Será que o dinheiro resultante do ofício escolhido é sinônimo de sucesso? e as conquistas materiais, também podem ser incluídas? Qual a segurança que se tem no emprego ou com o negócio montado? Existem garantias totais que assinam em baixo desse status?
Claro que não. Nada ratifica o sucesso, quando a felicidade não caminha junto. pode ser difícil para os mais céticos, contudo, num momento maroto, aparece a resposta para essa colocação. Somos reféns da necessidade, muito mais da vontade e bem menos da felicidade.
E quanto ao sonho de estudar para se formar, ainda, principalmente, para a nova geração , continua tendo essa importância? Acredita-se que por esse caminho, exclusivo, se chega ao objetivo desejado na vida? 
Prefiro acreditar nisso, embora a vida nos dê respostas adversas. Insisto em insistir que tudo nos pode ser retirado, exceto o conhecimento, que abre portas, mas que às vezes, fecha-as também, diante da ignorância e da evidente desvalorização.
Continuemos sonhando, mesmo que continuemos sendo sonhadores natos. Sejamos também perseverantes e otimistas, embora acreditem que seja tudo ilusão. Jamais desmereça a educação e seu poder, aliados do conhecimento na busca de um eldorado. Seja sempre insistente. Seja sempre um sonhador.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

BELO POEMA DE CLARICE LISPECTOR

Sonhe


Clarice Lispector



Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas.

DICA DE PORTUGUÊS


E O QUE ME IMPORTA?

Por Carlos Delano Rebouças
Tudo acontece em nossas voltas: pessoas são agredidas, desrespeitadas, abusadas, esquecidas e injustiçadas. O máximo de atenção que recebem é o foco de um celular e o registro de sua angústia, ou a divisão de duvidosas alegrias.
Tenho um ciclo de amigos e vizinhos, o qual nem sempre esses vizinhos possuem o status de amigos como seu verdadeiro adjetivo, que se espanta com a forma como crio meus animais. São tão bem criados, alimentados, acariciados e tratados como se fossem gente. Ora, não são? Juro que às vezes até penso que são melhores. São.
Quem se importa com o sofrimento de alguém nesse mundo tão cruel? Cuido muito bem dos meu cachorrinho e isso causa tanta inveja nas pessoas, que não aceitam tanta atenção a um bichinho de quatro patas. Da mesma forma, sensibilizo-me com a dor e o sofrimento das pessoas, independentemente de ser ou não do meu convívio ou do meu ciclo familiar. 
Fechar os olhos, as portas e o coração para alguém pode significar a materialização de diversos sentimentos: frieza, ingratidão, desamor, injustiça, covardia e insensatez. Cabem mais nesta lista? Até pode ser, mas prefiro não estendê-la. Já pareço muito prolixo em tantos predicativos direcionados ao homem.
Somos maravilhosos, não acham? Sorrimos até mesmo nos piores momentos. Driblamos as emoções em meio às adversidades, parecendo felizes, com um largo sorriso no rosto. Nossas emoções se confundem, podem acreditar, embora também façam acreditar que seja permanente na sua efemeridade. Logo acaba; voltam à mente as reais lembranças das inúmeras dificuldades vividas e dos problemas existentes. Cada um que dividiu por momentos uma falsa alegria segue seu caminho, sem levar a preocupação de se estava ou não tudo bem com aquele que estava sorrindo ao seu lado.
Vida que segue, sabemos, como também, que os problemas são somente nossos. Somos nós, na verdade, que temos que contorná-los. E aos amigos, um muito obrigado por pelo menos me permitir uma saída rápida de um mundo recheado de obstáculos a serem vencidos, mas que não verdade, são somente meus.

domingo, 19 de junho de 2016

EFEITOS DA LEI DO DESARMAMENTO NO BRASIL

Por Calos Delano Rebouças

Há mais de 13 anos, a Lei federal 10.826 é aplicada no Brasil, a fim de desarmar pessoas que não possuem porte de armas de fogo, com o intuito de diminuir o número de homicídios, crescente em todo o território nacional.
Sem querer esmiuçar muito a legislação, até mesmo porque não vem ao caso nesta reflexão, mas sem deixar de frisar que para quem desrespeita a lei, deixando de cumpri-la em toda a sua extensão, pode ser punido entre 01 e 03 anos de reclusão, mesmo que na prática não esteja sendo assim.
Nunca no Brasil se matou tanto com armas de fogo. Cidades como Fortaleza e Maceió aparecem no topo de listas das mais violentas não só do Brasil, como também, do mundo. A bandidagem não mais tem critérios para agir, atirando para todos os lados, matando desafetos, agentes da lei e inocentes, sendo estes, alvos mais comuns das “balas perdidas” e da violência praticada no país.
Daí surge a pergunta: De que está adiantando esta lei, se parece que estão matando muito mais do que antes de sua existência?
Há quem defenda a tese de que somente o cidadão, aquele que buscava possuir uma arma para a sua defesa, de sua família e de seu patrimônio se rendeu a lei, temendo a punição, ao contrário do bandido, que a ignora, mostrando a sua ineficiência matando mais, mais e mais.
Diariamente vemos nos telejornais e nos inúmeros programas policiais que tomam conta da grade de programação aberta da televisão brasileira, até mesmo porque não falta assunto, que a polícia faz a sua parte, prendendo bandidos, apreendendo armas, confrontando-se com o crime, em busca da paz na sociedade.
Mas, diante dessa certeza, surge outra pergunta: Para onde vão essas armas apreendidas e porque os criminosos não pagam pelos seus crimes, se logo os vemos no seio da sociedade, matando, tirando vidas, propagando a real carnificina de nossa sociedade?
Respostas são poucas, muito menos convincentes. A verdade é que as coisas pioraram depois da criação da Lei do Desarmamento. Até parece que armas nascem em galhos e troncos de arvores e bandidos que nem capim. Estamos cansados de desculpas. Não podemos mais ser enganados. Precisa-se urgentemente de investimentos na segurança e na sociedade.
A sociedade necessita resgatar velhos hábitos, daqueles quando podíamos possuir um bem, sentar-se na sua calçada, caminhar pelas ruas e praças, sem ser abortado por um bandido com uma arma em punho ou uma bala que dizem ser perdida, mas que encontra um inocente, tirando sua vida.


BELÍSSIMOS POEMAS


O JEITINHO BRASILEIRO


QUEM INVENTOU A COPA DO MUNDO?


A Copa do Mundo é o evento esportivo mundial que mais atrai a atenção das pessoas. Os fãs de futebol acompanham o campeonato com entusiasmo e os jogos movimentam bilhões de dólares de quatro em quatro anos.

A Copa do Mundo FIFA foi criada pelo francês Jules Rimet, ex-presidente da organização. É por isso que, até hoje, o troféu que serve como um dos prêmios da competição recebe o nome do francês.

O primeiro campeonato mundial de futebol aconteceu em 1930, no Uruguai. Essa primeira edição contou com a participação de treze países, entre eles o Brasil. A final desse campeonato mundial foi realizada pelas seleções nacionais do Uruguai e da Argentina. A primeira Copa do Mundo foi vencida pelo Uruguai por 4 a 2.

A Copa do Mundo de Futebol da FIFA começou a ser planejada em 1928. Durante um congresso da entidade, o então presidente Jules Rimet aprovou a criação de um torneio internacional. O sucesso da competição foi tão grande que o evento se tornou uma referência do calendário esportivo internacional, reunindo multidões de quatro em quatro anos para torcer por suas seleções nacionais.

O francês Jules Rimet marcou seu nome na história da FIFA (Federation International Football Association) como o homem que criou a Copa do Mundo, um visionário do futebol que reuniu as melhores seleções de futebol do mundo para lutar pelo título de campeão mundial da modalidade.

A primeira Copa do Mundo da história teve a participação de Uruguai, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai, Peru, Bélgica, França, Iugoslávia, Romênia, México e Estados Unidos.

PARA RIR UM POUQUINHO!


LEMBRANDO


CURIOSIDADES SOBRE CACHORROS



Dizem que o cachorro é o melhor amigo do homem, e ele realmente é! Por isso, esses animais tão queridos e amáveis precisam ser tratados com cuidado e carinho. Confira 15 curiosidades sobre os cachorros que você provavelmente não sabia:

1 – Cachorros adultos têm 42 dentes.

2 - O olfato dos cães é 1 milhão de vezes melhor do que o dos seres humanos.

3 – Cachorros castrados têm menos chances de desenvolver câncer.

4 – Uma cachorra pode ter 66 filhotes em 6 anos.

5 - A audição canina é 10 vezes melhor do que a dos seres humanos.

6 – Os cães podem correr na velocidade de até 30 km/h.

7 – A Bíblia menciona os cachorros 14 vezes.

8 – O nariz dos cachorros guarda suas impressões digitais.

9 - A temperatura interna dos cães é de 38ºC.

10 – Os cães têm glândulas sudoríparas entre os dedos das patas.

11 – Os cachorros são obedientes a qualquer pessoa que mostrar liderança.

12 – A gestação dos cães dura 60 dias.

13 – Os cachorros podem ver cores.

14 – Os cães sofrem de obesidade.

15 - Os cães têm aproximadamente 100 expressões faciais.


PÔR DE SOL EM FORTALEZA