DEVEMOS ACREDITAR NO NOSSO POTENCIAL

DEVEMOS ACREDITAR NO NOSSO POTENCIAL
SOMOS GRANDES!

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

DEBATE POLÍTICO: A CERTEZA DA IGNORÂNCIA DOS ELEITORES



DEBATE POLÍTICO: A CERTEZA DA IGNORÂNCIA DOS ELEITORES

Autor: Carlos Delano Rebouças

Ninguém tem dúvida que político no Brasil tem certeza que é muito fácil desenvolver sua carreira e conquistar seus objetivos, diante da total falta de esclarecimento do eleitor deste país. Porém, essa crença parece passar dos limites, quando assistimos aos debates políticos que antecedem os pleitos.

Várias são as justificativas para este estado de ignorância absoluta de nosso povo, que por ser não politizado, incoerente nas suas escolhas e sem lucidez, torna-se alvo fácil das falácias e das enganações, chegando ao extremo absurdo de olhar para um simples candidato e enxerga-lo como uma celebridade, um ser que estar acima de todos os outros membros da sociedade, bem diferente da real imagem de um representante público, que o representa numa esfera do puder, defendendo seus interesses.

Essa confirmação de ignorância do povo brasileiro, de sua sociedade, apresenta em várias situações, como numa simples reunião ou no quase extinto comício, que pouco se vê hoje em dia, já que perdeu força quando proibiram, pela lei, a apresentação de artistas, que acabou denominando “showmício”. O povo aplaudia, gritava aos prantos o nome do político, dizendo “que homem bom”, diante de sua trabalhada oratória e do prazer de ver seu artista se apresentar, mesmo que seja às suas custas.

O povo brasileiro sempre foi facilmente enganado, não somente pela lábia dos políticos, nem menos pelos presentinhos oferecidos, como camisas, bonés, óculos, dentaduras e até trocados, como também, pela estética do candidato. Tem gente que vota em candidato pela sua juventude, beleza e até seus olhinhos azuis.

Que absurdo, não é, em pleno século XXI termos um cenário político nestas condições?

Aí, chegam os debates. Chega a hora de ouvir as propostas de cada candidato, não é? Enganam-se todos, infelizmente. Chega de fato é a hora do confronto geral, não de ideias, mas sim, de ofensas, de verdades e mentiras que se combinam e se distanciam do entendimento por parte dos mais lúcidos. Estes, logo percebem que aquele espaço que era para ser democrático, transforma-se num cenário de troca de insultos, por pessoas que comem ou comeram no mesmo prato, aliás, que mamaram nas mesmas tetas de um país, explorado desde a sua descoberta.

Na prática, num debate ninguém responde nada, e quando se dá uma resposta, nada tem relação à pergunta formulada. Quando é para responder, aproveita-se a oportunidade para atacar o adversário, e até quem sequer está presente ou participando do processo eleitoral. E assim brincam com a inteligência dos mais esclarecidos e arrancam aplausos e gargalhadas, desentendidas, dos menos preparados para escolher um representante público. Debate político hoje no Brasil virou piada de mau gosto e falta de opção na TV brasileira.

Estamos sendo levados a aceitar, inevitavelmente, a tese de que a política não é levada a sério neste país, e que cada vez mais, seus protagonistas, acreditam que é muito fácil lidar com o nosso povo ao vivo e em cores.

Alguém tem dúvida?

FAUNA MARINHA: BELEZAS INQUESTIONÁVEIS






ESTAGIÁRIO DE RECURSOS HUMANOS

Empresa contrata:

ESTAGIÁRIO DE RECURSOS HUMANOS – 01 VAGA

Atividades: Suporte ao setor de Recursos Humanos

Bolsa Auxílio:  A definir

Horário: Disponibilidade para estagiar no turno da manhã.

Necessário: Estar cursando Administração ou Recursos Humanos.

Interessados  deverão encaminhar currículo para o email: rhselecao17@yahoo.com.br com o título: ESTAGIÁRIO DE RECURSOS HUMANOS  até a data 03/10/2014

CONHEÇA UM POUCO DA MAÇONARIA


BELO TEXTO PARA REFLEXÃO


SEI LÁ... NEM SEI... EU ACHO... QUEM SABE

Autor: Carlos Delano Rebouças

Conversando com algumas pessoas do nosso dia a dia, percebemos que uma vez ou outra, para não parecer tão exagerado, são apresentadas respostas vagas para as mais variadas indagações, mesmo que sejam nem sempre tão difíceis de responder.

Essa percepção, para quem está mais atento no estabelecimento de uma relação interpessoal, onde se mantém uma troca de informações através de um diálogo, pode ser verificada nas mais diferentes situações do cotidiano das pessoas, seja numa entrevista de emprego, ou até mesmo, numa conversa informal sobre assuntos diversos. O importante é que sejam tiradas conclusões importantes para eliminar falhas de comunicação e com isso, evitar que os envolvidos sejam rotulados negativamente, sendo vítimas de preconceito linguístico.

Uma resposta vaga pode ser justificada, na maioria dos casos, pela falta de conhecimento sobre um determinado assunto; pela inexperiência; falta de amadurecimento emocional; ou um misto de tudo isso. Acaba restando dizer que não sabe ou alguma outra frase que apresente um sentido que flutua entre a dúvida e o não saber.

Diante dessas possibilidades de respostas vagas, mais comuns nos jovens, porém, mais compreensivo também, tanto pela insegurança e desconhecimento do assunto, como também, pela imaturidade emocional, já que estão em processo de evolução, permite a muita gente, até mesmo os mais experientes, tirar conclusões inoportunas sobre o perfil de quem as apresenta. Gera um desconforte e uma desconfiança sobre o perfil da pessoa envolvida, que pode dificultar uma maior e melhor abertura no mercado de trabalho.

Quando as respostas vagas partem de adultos, bem mais vividos e experimentados, torna-se mais preocupante, principalmente naqueles que já viveram o bastante para acumular conhecimentos. Resta então, fazer uma reflexão sobre si mesmo, seu papel social, sua contribuição para a sociedade e para o mundo, e a necessidade de estar mais ciente das transformações e da cultura de seu povo. Postando-se assim, na sociedade em que vivemos, o homem passa a sofrer preconceitos diversos, que o desvalorizam perante aos maus cultos.

Mas para se evitar respostas vagas, sei lá, aquelas que nos trazem dúvidas, eu acho, nem sei se é melhor exercitar a leitura ou interagir com pessoas, ou quem sabe, conscientizar-se que ambos são importantes, a fim de oferecer consistência nas suas respostas e mostrar o quanto é capaz.


Estágio em Técnico de Segurança do Trabalho

A empresa Cordeiro Guindastes está selecionando:

Cargo: Estágio em Técnico de Segurança do Trabalho;
Escolaridade: Curso Técnico de Segurança do Trabalho em andamento;
Experiência: Não é necessário.


Os interessados deverão enviar o currículo para o email: cv@cordeiroguindastes.com.br

terça-feira, 30 de setembro de 2014

EXPRESSÃO DE CEARENSE

A cada dia uma expressão típica de cearense. A de hoje é...

TACAR: Ato de bater, jogar, arremessar algo em alguém ou alguma coisa.

Ex.: Ele tacou a pedra no ônibus